Eliud Kipchoge vence em Londres e brasileiro alcança índice olímpico

Publicidade
Compartilhe nossas matérias nas Redes Sociais

A Maratona de Londres, realizada neste domingo, terminou sem surpresas. O queniano Eliud Kipchoge, que anotou o recorde mundial com 2h01m39s em Berlim no ano passado, foi o grande vencedor e ainda ficou perto de bater a própria marca, tendo anotado 2h02m37s na Inglaterra.

Publicidade

A segunda colocação ficou com o etíope Mosinet Geremew, que com 2h02m55s, fez a segunda melhor marca de história das maratonas. Também etíope, Mule Wasihun conquistou o bronze ao anotar 02h03m16s.

Além disso, destaque também para o brasileiro Daniel Chaves, que terminou na 15° colocação. O atleta de 30 anos fez 2h11m10s, e assim está dentro do índice olímpico estabelecido pela Federação Internacional de Atletismo (IAAF), que é de 2h11m30s.

“Aproveitei cada quilômetro. Posso dizer que é o recomeço de uma história. A gente passa por tanta coisa. É tão difícil ser atleta no Brasil. O pouquinho de retribuição que a gente tem já é muita felicidade. Nada paga. Estou feliz de mais. Classificação olímpica quase garantida. Agora é treinar ainda mais”, disse Daniel.

O atleta, contudo, ainda não está garantido nos Jogos Olímpicos de 2020, em Tóquio. Isso porque ele ainda aguarda os critérios de convocação da Confederação Brasileira de Atletismo para as Olimpíadas.

Fonte: gazetaesportiva.com